Total de visualizações de página

Google+ Badge

Pesquisar este blog

domingo, 20 de setembro de 2015

CULTURA



HISTÓRIA, MÚSICAS, DANÇAS, TRADIÇÃO... "20 DE SETEMBRO" FOI LEMBRADO NA INSTITUIÇÃO
















MANHÃ E TARDE CHUVOSAS, MAS, COM MUITA DANÇA E MÚSICA GAÚCHA

                                  

VÍDEO PEDAGÓGICO FOI ASSISTIDO POR ALUNOS



terça-feira, 8 de setembro de 2015

PARADA DA JUVENTUDE E POTENCIALIDADES 2015



Mais de 2,5 mil pessoas assistiram a Parada da Juventude realizada no sábado (5), na avenida Duque de Caxias, em frente a praça 20 de Setembro, em Pelotas. O evento integra a programação da Semana da Pátria, cujo ápice ocorre nesta segunda-feira com o tradicional desfile de 7 de Setembro. Apesar do dia nublado e chuvoso, quase 30 instituições de ensino públicas, particulares e de educação especial, além de grupos de escoteiros da cidade participaram do desfile em homenagem aos 193 anos de independência. A Parada, promovida pela Liga de Defesa Nacional em parceira com a prefeitura de Pelotas, contou com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e da 5ª Coordenadoria Regional de Educação. Até o ano passado, as comemorações da Semana da Pátria ocorriam na avenida Bento Gonçalves, próximo ao altar da pátria. No entanto, devido as obras de requalificação da via, os desfiles precisaram ser transferidos para outro local, mudança que agradou o público.

"Foi meio em cima da hora, mas aqui (na Duque de Caxias) é até mais amplo e seguro para os participantes e o público. Eu gostei", afirmou a bióloga Elis Rejane de Oliveira, 32, enquanto aguardava a passagem do filho e de dois irmãos, integrantes de um grupo de escoteiros da cidade.
A estudante Emanuele Ortiz Victória, 31, e o funcionário público Gilmar Caldas, 58, pais da pequena Mariana, de dez anos, também aprovaram a transferência. Segundo Caldas, além de mais ampla, a Duque oferece mais espaço para a circulação do público e para a passagem dos desfiles. Sobre a Parada da Juventude, ele assegura fazer questão de trazer a filha - aluna da Apae - para participar.

"Eu desfilava quando estudava na antiga escola técnica (hoje IFSul) e sei o quanto é importante, e ela gosta, então não tenho como faltar", considerou o funcionário público morador do Arco Íris. 
O mecânico Pedro Osório Edon, 57, vai todos os anos ver os desfiles da Juventude, do 7 de Setembro e Farroupilha, e garante: "não há coisa melhor para despertar o sentimento cívico do que participar de um evento desses. Nossos jovens precisam ter mais contato com essa realidade."
Conforme Edon, morador do Fragata, só o que faltou foi a presença de uma banda marcial para dar o tom ao desfile. De fato, apesar dos aplausos do público, a maioria das entidades apresentou-se sem acompanhamento musical, pois a banda da Brigada Militar - tradicionalmente responsável pela animação dos desfiles - não participou por falta de efetivo. A banda do Exército apenas abriu o desfile, encerrando a participação logo ao sair da passarela. Além de palanque montado em frente ao IFSul, banheiros químicos foram distribuídos no entorno do espaço. O público também teve acesso a uma simples praça de alimentação montada no canteiro central da Duque.





terça-feira, 1 de setembro de 2015


INTEGRAÇÃO

TARDE RECREATIVA NA XVI SEMANA MUNICIPAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA
















A tarde de quinta-feira, 27 de agosto, foi de muito futsal entre os alunos e alunas das escolas especiais do CERENEPE, APAE Pelotas, Alfredo Dub (surdos) e Louis Braille (cegos).
O desporto foi praticado por equipes formadas na hora do jogo, não importando a escola que o jogador(a) representava, objetivando a integração. O empenho, alegria e satisfação entre todos os presentes foram os aspectos mais relevantes no encontro.


Torcidas deram motivação "a mais" para os praticantes